capa do post

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México

Viagem | 3 | 20/11/2021

Fala, galera! Aqui é o Vinícius e neste post eu vou contar como foi o roteiro que a Na e eu fizemos pela Cidade do México! Vai ter sugestão do que fazer e dicas de como planejar o seu próprio roteiro!


Normalmente eu não falo sobre o que fazer em cada dia; deixo isso mais para cada pessoa definir de acordo com o que gosta ou vai preferir fazer. Mas sempre vale dar uma sugestão de como se organizar nos dias de viagem - isso ajuda a otimizar o tempo e evita maiores problemas com os passeios.


Mas vamos lá! Afinal de contas, o que tem para fazer na Cidade do México? Vale ou não vale a pena ficar uns dias por lá? E o que vale a pena fazer durante sua estadia na cidade?


É isso que vou contar nesse post: são dicas de roteiro na Cidade do México! Então, vem comigo!



Como é a Cidade do México

A capital mexicana é uma das maiores cidades do mundo e, para mim, lembra muito São Paulo: muita gente, muito trânsito, linhas de metrô e bastante gente nas ruas!


Muitos bares, cafés e restaurantes, além de shoppings, parques, museus e igrejas famosas. Também tem passeios para se fazer na região (alguns nem tão perto assim), tomando a cidade como base.


Em questão de segurança também lembrou o Brasil, ou seja, em bairros mais turísticos ou movimentados, dá para sair tranquilo e é só ficar ligado (como em qualquer cidade grande). O ideal é sempre bater um papo com os moradores para saber as melhores práticas de segurança e, como bom brasileiro, se manter sempre ligado!

A real é que a Cidade do México é legal para quem curte grandes metrópoles e desbravar os lugares caminhando!

O que fazer na Cidade do México

A capital do país tem alguns bairros famosos, como Roma e La Condesa, cheios de parques e jardins, lugares para sair e bem bonitos e seguros. Outra parte legal é a região do Zócalo (onde fica a praça central da cidade).


Eu diria que as melhores regiões para se hospedar na cidade seria entre o Centro Histórico (Zócalo) e Roma/Chapultepec, justamente porque a maioria das atrações da cidade ficam por ali - este trecho da cidade é conhecido como Paseo de la Reforma.


Tem muita coisa interessante para fazer na cidade e diria que, para fazer tudo com calma, seriam necessários uns 4 ou 5 dias, pelo menos, mas dá para correr e espremer seu cronograma.


Muitas pessoas podem achar que mais que 2 dias na cidade é demais; mas com tanta coisa para conhecer, fica muito corrido.

Parque e Castelo Chapultepec

O parque Chapultepec é do lado dos bairros Condesa e Roma e dá pra chegar de metrô. É um dos maiores parques do mundo (é maior mesmo que o Central Park, em NY) e é lindo demais! 


Por ser tão grande, vale ir com tempo para caminhar, fazer umas fotos e visitar o Castelo Chapultepec, onde fica o Museu Nacional de Historia e o Museu de Arte Moderna.


Vá com tempo! Tivemos alguns imprevistos e acabamos tendo pouco tempo para visitar o parque, o que foi uma pena, pois não conseguimos entrar no Castelo, que é muito bonito e tem uma vista privilegiada da cidade.


A entrada no parque é de graça, mas para visitar o castelo a entrada estava saindo $80 MXN por pessoa (pesos mexicanos, aproximadamente R$ 21) e dá para comprar na hora, mesmo.


Se quiser ver mais do parque, dá uma olhada nesse site aqui.

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 4

Em um monumento no Parque Chapultepec | Foto: Pelo Mundo a Dois

Museu Frida Kahlo e bairro Coyoacán

A Casa Azul, antiga residência de Frida e seu marido Diego Rivera, é hoje um museu sobre a vida e obra da artista que se tornou um ícone mundial.


Muito mais legal que visitar um museu tradicional, andar pelos cômodos da sua antiga casa, ver utensílios, pinturas e coisas da vida da artista foi bem emocionante! É um passeio que recomendo demais!


A casa/museu fica no bairro Coyoacán, com a estação de metrô de mesmo nome. Bem fácil de chegar, apesar de ser um pouco longe da região mais central da cidade.


Além do museu, no bairro você pode aproveitar para conhecer o Jardin Centenário e o Mercado Coyoacán, pois ficam pertinho do museu e a caminhada pelo bairro é bem gostosa!


Durante a pandemia, os ingressos eram vendidos somente pela internet, mas em tempos normais, vendem na entrada também.


Para garantir seus ingressos, você pode comprar diretamente pelo site do museu (veja o site aqui).

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 7

Bairros La Roma e Condesa

De longe foram os nossos lugares preferidos na cidade, e são bairros bem diferentes, mesmo. Tem muito jardim, calçadões, parques, vida noturna agitadinha e muita opção para comer e beber.


Tem vários estações de metrô por perto e isso facilita sua locomoção pela cidade, sem contar que são bairros considerados mais seguros.


Por não estarem longe das principais atrações da cidade, são ótimos opções não só de passeio, mas de hospedagem!


O próprio Parque e Castelo Chapultepec fica ali do lado, sem contar o excelente Mercado Roma (veja o site aqui), mercado gastronômico gourmet e que conta com preços muito bons, fica ali também.


O café Cafebrería El Pendulo também está na região, o Ônibus Mediateca, a Plaza Rio de Janeiro e Jardín Lopez Velarde, tudo por ali e fácil de se conhecer caminhando (com disposicão!).

Museu Palacio Bellas Artes

O Bellas Artes é do lado de um parque imenso e é onde funciona o museu de mesmo nome.


Não visitamos o museu, somente por fora, e já dá pra falar que vale a pena! O prédio é mesmo muito bonito! E outra coisa: está tão pertinho de outras atrações ali na região central que nem faz sentido você deixar de fora do seu roteiro!


E é pertinho do metrô (a estação mais próxima é a Bellas Artes), então fica ainda mais fácil! Dá uma conferida em aqui.


Ah, outra coisa legal perto dali é ir na Churrería El Moro: churros deliciosos e super baratos (4 churros imensos custam $32 MXN, uns R$ 10)! Tem uma unidade na rua Lázaro Cárdenas, a três quarteirões do Bellas Artes!

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 10

Museu Bellas Artes | Foto: Pelo Mundo a Dois

Casa de los Azulejos, Zócalo, Palacio Nacional e Catedral Metropolitana

Depois de conhecer o Museu Bellas Artes e passar para comer uns churros, dá para ir caminhando pela rua Francisco Madero até o Zócalo e o Palacio Nacional.


Logo no início da rua você chega na Casa de los Azulejos, com sua fachada coberta de azulejos azuis e brancos! Rende lindas fotos!


A calle Francisco Madero é tipo um calçadão e tem muita coisa pra ver e fazer por ali - se estiver a fim de comer e beber, opções por ali não faltam!


Ao fim da rua você chega no Zócalo, a principal praça da cidade e conhecida também como Plaza Constitución. Por ali também fica a Catedral Metropolitana da Cidade do México.


Do outro lado do Zócalo fica o Palacio Nacional, onde estão os murais do Diego Rivera.

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 13

Casos de los Azulejos | Foto: Pelo Mundo a Dois

Museu do Templo Mayor

Bem no centro histórico da cidade você pode visitar um sítio arqueológico com as ruínas da antiga sociedade mexica (astecas).


Você pode fazer o passeio por conta ou com guia, mas esse tipo de lugar é sempre interessante ter alguém te explicando o que você está vendo.


Infelizmente, não conseguimos visitar o Templo Mayor por falta de tempo - mais um motivo para você pensar bem a respeito sobre quanto tempo ficar na cidade.


Se quiser saber mais, pode clicar nesse link aqui.

Museu Soumaya

Esse museu fica um pouco ao leste do Chapultepec, já no bairro Polanco (aliás, outro bairro legal para se hospedar), mas ainda assim dá pra ir de metrô + caminhada (se estiver a fim).


Esse museu tem uma estrutura super moderna e, mesmo se você não quiser visitar nada museu e nem curte muito isso, acho que vale tentar visitar só para ver como é o lado externo!


Foi uma pena que não conseguimos arrumar mais um pouco de tempo para conhecer o Soumaya, mas sugiro que você procure na internet ou no Insta algumas fotos desse museu e você vai ver como ele é legal, com uma estrutura super moderna e diferente!

Basilica Guadalupe

A grande e imponente igreja Basilica de Guadalupe fica ao norte da cidade, no morro Tepeyac. Não conseguimos visitar, apesar de constar no nosso roteiro, por falta de tempo (como disse, rolaram alguns imprevistos durante nossa estadia na cidade).


No entanto, foi possível ver parte de sua construção quando nosso voo estava chegando na cidade. E, a julgar pelas fotos no Instagram, realmente vale a visita!


Aproveite que é fácil chegar (apesar de ser um pouco longe): tem uma estação de metrô do lado, a La Villa-Basilica.


Muitos turistas acabam conhecendo a Basilica em um passeio fechado em conjunto com a visita a Teotihuacán (onde estão as pirâmides), mas sério, você não precisa pagar um passeio para isso.


Dá para economizar uma boa grana, comprar o bilhete de metrô (custa $5 MXN por pessoa) e chegar lá sem maiores problemas.

Mercados na Cidade do México

Além do Mercado de Coyoacán que falei acima, outros dois mercados estavam no nosso roteiro e que você pode considerar visitar: o Mercado de Artesanías de La Ciudadela e o Mercado San Juan.


Eu gosto de visitar esses mercados / mercadões das cidades não apenas para ver se rola fazer umas boas fotos ou por serem lugares com souvenires e bugigangas com preços mais justos, mas também porque, geralmente, você pode conhecer um pouco mais da cidade, da cultura do lugar, além de encontrar boa comida a preços legais.


Só conseguimos conhecer o Mercado Ciudadela, que era imenso, e me pareceu ter bem menos turistas do que mercados de outras grandes cidades que visitamos. A real é que estava praticamente vazio e a maioria das pessoas por lá parecia mesmo ser mexicana.

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 20

Pirâmide do Sol, em Teotihuacán | Foto: Pelo Mundo a Dois

Canais de Xochimilco

Esse lugar nós encontramos por acaso, quando estávamos pesquisando na internet sobre o que fazer na Cidade do México. Infelizmente, não deu tempo de conhecer, mas eu queria muito ver como é!


Xochimilco fica bem ao sul da cidade, e são vários canais (que entendi terem sido originalmente construídos pelos antigos astecas) onde você pode fazer passeio de trajineras (uma espécie de canoa colorida). Lembra muito o esquema de passeio pelos canais e Veneza.


É um lugar que tem mercado de flores, jardins flutuantes e muito diferente do turismo tradicional mexicano. Se quiser saber mais, dá uma olhada no site da Secretaría de Turismo del Gobierno de México aqui.

Passeios na Cidade do México: Teotihuacán e Grutas Tolantongo

Além de tudo isso que falei sobre o que fazer na Cidade do México, outros dois lugares podem ser visitados saindo daqui cidade: Teotihuacán e as Grutas Tolantongo.


Teotihuacán é uma antiga cidade que remete à civilização asteca (apesar de não ter sido construída por eles) e onde ficam as pirâmides do Sol e da Lua - a Pirâmide do Sol é a terceira maior pirâmide do mundo (atrás apenas da Pirâmide de Quéops, no Egito, e de Cholula, também no México).


Eu gosto muito deste tipo de passeio, de conhecer mais da história de civilizações antigas e dessas grandes construções, então, claro que recomendo o passeio!


Normalmente, você encontra agências de turismo e os hotéis oferecendo o passeio para Teotihuacán por $500 MXN a $750 MXN, mas se não quiser gastar tanto, dá pra ir por conta própria. O lugar fica a 1 hora de viagem da cidade. Veja mais aqui.


As Grutas de Tolantongo são um conjunto de grutas, piscinas naturais, rio e cacheiras que fica localizado próximo a cidade de Ixmiquilpan, no estado de Hidalgo.


O lugar é um grande complexo que conta com hotéis, lojas e restaurantes, além das atrações, e que fica a umas 4 horas da Cidade do México.


Nós visitamos Tolantongo e gastamos um dia inteiro para isso (acordamos às 04:40 da manhã para pegar o metrô até a rodoviária e tomar o primeiro ônibus para lá). Valeu super a pena!!!


Se você estiver com tempo, vale se hospedar em um dos hotéis e passar mais de um dia por lá! É lindo e gostoso demais!


A entrada custa $150 MXN por pessoa e vale para o dia inteiro. Para saber mais sobre como chegar, valores e demais informações, o melhor lugar é conferir o site deles aqui.

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 25
Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 26

Piscinas Termais e Rio, nas Grutas Tolantongo | Foto: Pelo Mundo a Dois

Bom, gente, é isso! Tem muita coisa que posso não ter falado aqui, mas estes foram os pontos que pesquisamos para o nosso roteiro!


Espero que isso ajude na sua viagem à Cidade do México e, nos próximos posts, vou falar melhor sobre o país e alguns desses passeios!



Texto: Vinícius Marchetti

Dicas de roteiro: o que fazer na Cidade do México - 29

Aproveitando, mensalmente eu envio uma Newsletter com os melhores textos e posts que encontrei, dicas práticas e sugestões de livros ou aplicativos, e eu gostaria de dividir com você!

Se tiver interesse, é só se inscrever com seu e-mail!

Comentários

Escreva um comentário antes de enviar

Houve um erro ao enviar comentário, tente novamente

Por favor, digite seu nome
Por favor, digite seu e-mail