capa do post

Qual a diferença entre escala e conexão?

Viagem | 1 | 08/05/2021

Você já ouviu alguém que foi viajar falando sobre ter feito uma conexão em algum aeroporto? Ou que o voo tinha uma escala em alguma cidade? Ou mesmo que aquela pessoa aproveitou a conexão e fez um “stopover”?

Pois esses termos usados no transporte aéreo e por viajantes são bem comuns mas, muitas vezes, usados de forma equivocada - no fim, a gente acaba misturando os conceitos!

Isso não é nenhum problema, na verdade. Mas o que acontece é que escala e conexão têm diferença entre si, e isso muda o que você vai fazer na sua viagem! E o stopover, claro, é uma coisa mais diferente ainda! Mas calma!

Vou contar aqui neste post o que significa cada termo e cada tipo de voo, pra você poder usá-los sem medo, além de poder planejar melhor as suas viagens!

Voos Diretos

Só para que fique claro, eu sei que você provavelmente sabe o que é o voo direto! Mas, para quem não tem certeza, voo direto é quando você vai da sua origem ao seu destino sem paradas em cidades ou países intermediários.

Parece óbvio mas, se você tinha dúvidas, não tenha mais!

E estou falando isso aqui para você ter em mente (caso não saiba disso) que esses são os voos que costumam ser mais caros, já que são melhores. Mas isso não é uma regra, hein!

Em compensação, voos com escalas e conexões costumam ser mais baratos, já que te fazem levar mais tempo para chegar ao destino. Mas, claro, isso também não é regra, principalmente se você encontrar um voo direto em promoção e que acaba sendo mais barato que um voo com conexão.

O ponto é: se seu voo é muito mais barato, provavelmente é por conta do número de conexões que ele tem ou do tempo de parada na conexão.

Qual a diferença entre escala e conexão? - 3

Voos com Escalas

A característica principal de um voo com escala é que não há a troca de aeronave.

Essas paradas programadas costumam ser para abastecimento da aeronave, além do embarque e/ou desembarque de passageiros.

Normalmente não há necessidade de troca de aeronave, ou seja, você continua no avião enquanto as pessoas descem ou sobem no voo. Dito isso, não há também a necessidade de retirar ou despachar bagagem - ela vai com você direto ao destino final.

Um exemplo de voo com escala: imagine que você está em um voo de São Paulo para Fortaleza e tenha uma escala em Belo Horizonte (acabei de inventar essa rota, apenas para exemplo, mesmo!).

O avião vai pousar em Belo Horizonte e os passageiros que tinham como destino final Belo Horizonte (ou que precisam parar ali) vão desembarcar e você, que está indo pra Fortaleza, vai continuar no avião, aguardando eventuais novos passageiros e todo o trâmite operacional para que o avião decole novamente.

Acabando tudo isso, o voo é retomado até seu destino final, Fortaleza. Fácil assim!

Voos com Conexão

Ao contrário dos casos com escala, em uma conexão têm como principal característica a troca de aeronave.

Quando você pega um voo com conexão, uma ou mais paradas podem ocorrer antes do destino final e, ao chegar nessas paradas, você terá que desembarcar e retomar a viagem em outra aeronave.

Apesar de comumente dizerem que o tempo de conexão deve durar até 24h, em alguns casos você pode encontrar passagens aéreas com conexões até mais longas.

Em conexões nacionais, normalmente não é necessário retirar a bagagem e despachar novamente. Já em conexões internacionais, vai de acordo com o país.

Por exemplo, os Estados Unidos pedem que você retire a bagagem, passe pela Imigração e despache a bagagem novamente.

Nestes casos, os passageiros no aeroporto que estão aguardando o voo da conexão são denominados “em trânsito” - você pode encontrar várias placas nos terminais aéreos com esses dizeres.

Bom, mas como saber se seu voo tem uma escala ou conexão, e quanto tempo isso vai levar?

Em geral, quando você compra uma passagem, a companhia aérea indica a duração estimada de cada voo (em caso de conexão) ou de cada trecho (em caso de escala), além, é claro, de indicar o tempo de espera para troca de aeronave ou de espera no próprio avião.

Qual a diferença entre escala e conexão? - 7

Exemplo da nossa passagem para a Costa Rica, com conexão na Cidade do Panamá

Como uma escala ou conexão impactam sua viagem?

Agora que falamos sobre escala e conexão, vale saber: como isso pode impactar sua viagem?

Bem, é normal pensarmos que a conexão pode levar bastante tempo, como 3 ou 5 horas. Mas é bem comum que o tempo para a troca de aeronave seja bem apertado, o que pode ser um problema.

Quando a Na e eu fomos para Zanzibar, na Tanzânia, nossa conexão era em Nairobi, a capital do Quênia. O tempo entre um voo e outro era de 1 hora. Ou seja, ao desembarcarmos em Nairobi, teríamos apenas 1 hora para descer do avião e ir até o portão de embarque para o voo a caminho de Zanzibar.

Acontece que o voo até Nairobi atrasou; chegando lá, tivemos que pedir para desembarcar antes e ainda tivemos que sair correndo pelo terminal para conseguir embarcar a tempo. Por pouco, não perdemos o voo.

Nossa dica é: se puder, escolha conexões de pelo menos 1:30h entre voos.

4 dicas para não se enrolar no voo com conexão

Listamos aqui 4 itens para você ficar ligado quando tiver um voo com escala ou conexão:

Dica 1 - Tempo de parada: como já falamos, algumas conexões são muito rápidas e você pode se enrolar se não se dirigir imediatamente para o avião, e acabar perdendo o voo.

Dica 2 - Bagagem: em alguns casos, pode ser necessário você retirar sua bagagem e despachá-la novamente. Fique atento às orientações da companhia e do país onde está fazendo conexão.

Na história que contei sobre nossa viagem para Zanzibar, se tivéssemos que retirar a bagagem e despachá-la novamente, teríamos perdido o voo.

Dica 3 - Aeroportos diferentes: em alguns caso, as conexões podem ocorrer em aeroportos diferentes. Já vimos casos em que você faz a conexão desembarcando no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, mas embarca novamente em Guarulhos.

Nestes casos, para não perder a conexão, você tem que ficar esperto com os horários, com a distância e com as alternativas de transporte entre aeroportos - algumas companhias fazem os trajetos.

Dica 4 - Saindo do aeroporto: em caso de conexões, se você quiser sair do aeroporto ou fazer um stopover, fique por dentro das regras e leis de cada país, pois pode ser que você precise de visto para deixar o aeroporto.

Além disso, geralmente recomendam que você saia do aeroporto para conhecer a cidade da conexão apenas caso sua parada seja superior à 7 horas. Se for menos tempo, você arrisca perder seu voo.

Qual a diferença entre escala e conexão? - 11

Aproveitando, mensalmente eu envio uma Newsletter com os melhores textos e posts que encontrei, dicas práticas e sugestões de livros ou aplicativos, e eu gostaria de dividir com você!

Se tiver interesse, é só se inscrever com seu e-mail!

Qual a diferença entre escala e conexão? - 14

Mas, e o que é Stopover?

Os stopovers são paradas mais longas que você pode escolher fazer no país/cidade em que está fazendo uma conexão longa.

Por exemplo, se você voar com a Turkish Airlines de São Paulo para Bangkok, na Tailândia, provavelmente você terá uma conexão em Istambul.

Se quiser ficar um ou mais dias por lá, você pode ver se existe essa possibilidade junto à companhia. Algumas delas, inclusive, oferecem o serviço gratuito e opcional, como parte da passagem. Em outros casos, você pode ter que pagar uma taxa pelo serviço.

Mas é uma boa opção se você quiser aproveitar e conhecer mais de um país/destino em uma mesma viagem. É só retirar sua bagagem e curtir a cidade!

Fazer o stopover depende muito do tempo da conexão e das regras da companhia aérea, e em geral, você deve combinar o serviço com a empresa. Verifique essa possibilidade, se tiver interesse!

Texto: Vinícius Marchetti

Qual a diferença entre escala e conexão? - 17

Comentários

Escreva um comentário antes de enviar

Houve um erro ao enviar comentário, tente novamente

Por favor, digite seu nome
Por favor, digite seu e-mail